17 de Maio de 2017 | 22h33

Semana de comemorações no Arquivo Público

Estrutura completa mais um ano com palestra e exposição sobre ciclo da cana de açúcar na região


Whatsapp

Da Assessoria com Redação

Desde a última terça-feira (16), está sendo desenvolvida a programação de aniversário de 16 anos do Arquivo Público Municipal Waldir Pinto de Carvalho, quando a equipe do espaço cultural, que fica entre os distritos de Tocos e Goitacazes, na Baixada Campista, receberá uma doação do acervo de professor João Oscar, ex-secretário de Educação de São João da Barra, falecido em 2006. O ponto alto da programação será hoje (18), aniversário do Arquivo Público, com palestra e exposição temporária sobre o ciclo da cana de açúcar em Campos e região.

A programação de aniversário começou, no dia 08 de maio, com a oficina de Conservação e Noções de Restauração e segue nos dias 24 de maio e 06 e 08 de junho. Sobre a doação do acervo de João Oscar, a historiadora Rafaela Machado destaca sua importância e faz um apelo a quem guarda documentos e peças históricas.  “É muito importante essa doação porque o João Oscar tem um acervo muito rico com obras raras. Essa doação vai ser bem importante”, informa a historiadora, que também solicita a quem possui acervo histórico que procure o arquivo.

Nesta quinta (18), data em que se comemora o aniversário de 16 anos do Arquivo Público, a partir das 15h, haverá uma grande solenidade começando com uma palestra. 

Com o tema “A importância do açúcar na formação do Norte Fluminense”, a palestra será ministrada por Arthur Aristides Soffiati Netto, e abertura da exposição temporária Memória do açúcar com empréstimo de material de usinas, especialmente, a de Outeiro, e do Sindicato do Açúcar. “O material inclui fotos inéditas e documentos”.
"Nesta quinta-feira, também, estaremos também lançando o Projeto “O Arquivo vai à escola”, quando estaremos indo às escolas para contar a história de Campos e região, dando noções de Educação Patrimonial, além de visita guiada à Usina Paraíso, também, em Tócos. Eles vão saber a importância que o açúcar tem para a nossa história", explica Rafaela.

A programação inclui lançamento do fundo documental do Sindicato do Açúcar e de Godofredo Tinoco.  “Temos 13 caixas com jornais, manuscritos e artigos com assuntos variados, que compreendem o período entre 1860 e 1970. O Godofredo Tinoco era professor da Faculdade de Direito de Campos e, também, estudioso da história do município”. 

Também haverá homenagem ao jornalista Fernando Leite, um grande incentivador, que lutou para a instalação do Arquivo Público no Solar do Colégio. No dia 24, às 17h, haverá missa especial com cantata.

Junho – Dentro da programação de junho, no dia 06, a partir das 15h, haverá palestra de Genilson Soares e abertura da exposição sobre as obras de melhoramentos e embelezamento da cidade, dentro da Semana Nacional dos Arquivos. “Nesta exposição, teremos documentos do Século XIX e fotografias do Século XX. Teremos também uma planta da obra do calçamento do Centro da cidade, próximo à Igreja Boa Morte”. 

Dia 8, a partir das 14h30, será aberta a exposição “Gente que é nome de Arquivo: Waldir Pinto de Carvalho”, com debate mediado pelo professor Carlos Eugênio Soares e apresentação teatral da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL). 

“Vamos começar homenageando o escritor Waldir de Carvalho, que dá nome ao Arquivo Público, mas vamos homenagear outros escritores também. Queremos que, através de toda essa programação, as pessoas conheçam o Arquivo sob uma nova perspectiva”.


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.


veja também